Cafés italianos

admin

26 de janeiro de 2016

Não só de massas vive a Itália, os cafés italianos também são muito prestigiados neste país, que se consideram pioneiros no aperfeiçoamento desta bebida, tornando-a uma das melhores do mundo. Conheça um pouco mais da cultura cafeeira deste incrível país!

cafés italianos

Na Itália não existem muitas plantações de café, mas admiradores da cafeína é que não faltam. É uma tradição no país repassar para as futuras gerações todo o conhecimento acumulado sobre o café, inclusive manter hábitos, como colocar o pó de café sempre na geladeira para que não ocorra oxidação, o que demonstra a preocupação dos os italianos em degustar sempre um café de boa qualidade.

Neste assunto, os cafés italianos sempre tem algo a mais pra contar, já que foram neste país que surgiram as primeiras máquinas de expresso, o café descafeinado e também a conhecida “Latte Art“, técnica em que baristas fazem desenhos na espuma do café utilizando o próprio leite vaporizado.

Os italianos possuem um paladar exigente, os tipos de café mais consumidos no país são: o macchiato, o café latte, o mocaccino e o café americano, porém a preferência geral é pelo café expresso, que é servido sempre em xícaras e dosagens pequenas, bem concentrado. Esses cafés são acompanhados de uma fina espuma e costumam ser bem adocicados, ideais para o paladar dos italianos.

Para enriquecer ainda mais seu conhecimento cafeeiro sobre a Itália, conheça agora os tipos de cafés italianos:

Ristretto: um café concentrado, contendo menos de 25 ml da bebida na xícara;

Doppio: este café deve conter 50 ml e é servido em uma mesma xícara para o consumo de duas pessoas;

Lungo: um café mais fraco, contendo de 30 a 35 ml;

Freddo: este café leva gelo e açúcar misturados em um coqueteleira;

Macchiatto: um café típico da Itália, com uma pequena quantidade de espuma de leite;

Espresso Panna: este café contém creme de leite fresco batido, sem pasteurização.

E você, já escolheu quais são os seus cafés italianos preferidos?

Publicidade