Tipos de uvas para vinho

admin

18 de setembro de 2015

Se você acha que toda uva é igual, precisa saber que no mundo existem mais de 60 mil espécies deste pequeno fruto e cada uma com características peculiares. Para conhecer melhor  é necessário saber um pouco mais sobre a personagem principal desta história: a uva! Conheça agora quais são os principais tipos de uvas para vinho e veja porque esta bebida contém um sabor tão especial!

Tipos de uvas para vinho

Existem vários tipos de uvas para vinho, e essa variedade só se torna possível porque as uvas apresentam diversas diferenças entre elas, como cor, aroma, sabor e tamanho. São exatamente estes detalhes que tornam tantas espécies únicas e exclusivas para determinados tipos de vinhos. Se, por acaso, você ouvir por aí o nome de castas ou cepas, não se preocupe, ainda estaremos falando sobre uvas, estes são os sinônimos usados para designar este fruto tão admirado pelo mundo.

O desenvolvimento destas uvas para vinho é muito importante para a qualidade das bebidas, já que são as personagens principais dentro de toda produção, por isso existem tantas vinícolas pelo mundo, todas dedicadas exclusivamente a cuidar e preservar  seus preciosos frutos.

Existem várias uvas para vinho, e elas estão espalhadas pelo mundo todo, mas alguns países, como a França, são referências na exportação para as demais regiões, sendo conhecidas pelo nome de uvas internacionais. Mas saiba que não basta apenas degustar vinhos, é preciso conhecer também a parte principal deste processo: as uvas, são elas que estarão em destaque nos rótulos das garrafas, transmitindo aos vinhos suas características únicas.

Conheça agora as principais uvas para vinho –  responsáveis pela bebida mais apreciada da humanidade:

  • Cabernet Sauvignon: Esta uva tinta é uma das mais utilizadas no mundo todo, originária da região de Bourdeaux (sudoeste da França). Seus vinhos são mais encorpados, tânicos e podem envelhecer muito bem.
  • Merlot: Esta uva tinta também é cultivada em Bordeaux, na França, e seus vinhos são macios, encorpados e com o uso de mais frutas.
  • Sangiovese: Esta uva é originária da região italiana da Toscana, produzindo vinhos mais leves e também encorpados. Fora de seu país de origem não apresentam bons resultados.
  • Malbec: Também produzida na França, esta uva produz vinhos frutados, macios, encorpados e de cor escura. Mas quem se destaca mesmo é a Argentina, que detém a marca de produzir 59% do plantio mundial.
  • Tempranillo: Esta uva espanhola faz sucesso entre vários países e seus vinhos oferecem vários estilos aos seus consumidores, principalmente em Portugal, na região Douro e na Argentina.
  • Syrah: Esta uva é originária da França,  do Vale do Rhône, possui  coloração roxa intensa e aroma bem complexo, sendo capaz de produzir ótimos vinhos. Esta uva faz sucesso principalmente na Austrália, e é conhecida como Shiraz.
  • Riesling: Esta uva branca é de origem alemã, mas faz grande sucesso na região francesa da Alsácia. Seus vinhos são equilibrados, com toques cítricos e de perfeita acidez.
  • Touriga Nacional: Esta famosa uva portuguesa produz vinhos bem coloridos, equilibrados e encorpados, e é em seu país de origem que se destaca mais.
  • Pinot Noir: Esta uva francesa é produzida na região de Borgonha. Os países que mais cultivam a Pinot são os Estados Unidos e Nova Zelândia.
  • Chardonnay: Originária da Borgonha, na França, esta uva possui cachos pequenos e é uma das uvas mais tradicionais na produção de vinhos brancos.
  • Carménère: Esta uva é cultivada na região francesa de Bordeaux, porém se adaptou melhor no Chile, oferecendo vinhos mais encorpados, frutados e com toques aromáticos.
  • Sauvignon Blanc: Esta uva branca é cultivada principalmente na região francesa de Bordeaux, seus vinhos são vibrantes, apresentando boa acidez.
  • Moscatel: Esta uva branca é cultivada em vários países, como Portugal, França e Itália. É conhecida por ser uma uva bastante adocicada.

Esta lista é apenas o começo de uma variedade imensa de uvas para vinho, estes pequenos frutos são os protagonistas da história do vinho,  e merecem toda a nossa atenção!

Publicidade